«

»

Imprimir Post

Como degustar o foie gras

Enquanto Papai Noel não vem, vou curtindo as outras coisas antecipadas do Natal. No Brasil nessa época ia me empanturrando de Panetone, aqui vou comendo foie gras. É, minha gente, gente coisa é outra fina. Nada de peru com farofa no Natal francês: as comidas tradicionais são foie gras, escargot, caviar… tudo que é chique e que não se come numa refeição normal no resto do ano.

Confesso que na primeira vez que comi foie gras, achei ruim pra caramba. Mas claro que estava comendo errado, né? E ainda por cima odeio fígado e fui achando que figado que é figado tem gosto de fígado, seja de pato ou de boi. Esfreguei um foie gras qualquer que minha mãe ganhou de presente numa bolacha de água e sal, e claro, achei horrível. Depois aprendi as sutilezas do produto… e fiquei viciada 🙄

Não recomendo quem nunca experimentou foie gras começar pela variedade poêlé, que geralmente servem nos restaurantes. Isso quer dizer foie gras rapidamente frito na chapa, geralmente se come quente, ou em pedacinhos numa sopa bouillon por exemplo. Eu gosto mas acho meio enjoativo. O problema é que o foie gras não é nada muito light e tem mais ou menos o mesmo teor de gordura que um pedaço de manteiga. Já imaginou comer manteiga frita? Imagina a sensação? Parece com isso…

Por isso, pra começar prefira o foie gras mi-cuit, que você pode encontrar em qualquer Monoprix e degustar sem preparação nenhuma.

 

O que é foie gras

O foie gras (fuá grá) é um produto típico do sudoeste da França. Foie quer dizer fígado, e gras quer dizer gordo, ou gorduroso. Portanto foie gras nada mais é do que o fígado de um pato ou ganso obeso. Na verdade é algo meio cruel: o fígado dos gansos fica hipertrofiado por um processo chamado “gavage”, que é basicamente enfiar um tubo de milho na goela abaixo das pobres aves e obrigá-las a comer até passar mal, várias vezes por dia.

Coisa que os defensores dos animais condenam, claro.

Eu que gosto muito dos bichinhos contribuo com a causa comendo foie gras, pois não quero que o sofrimento e a morte dos pobres gansos tenham sido em vão! :mrgreen:

O melhor? Não tem nem um pouco de gosto de fígado e é uma delícia! O pior? Coma muito e quem vai virar um pato obeso é você.

 

Como escolher o foie gras

Escolher um bom foie gras é fácil. Duas coisas essenciais pra olhar na embalagem:

1. a palavra mágica ENTIER. Se tiver escrito MORCEAUX, caia fora. Entier quer dizer que é o fígado inteiro, morceaux quer dizer que são pedacinhos processados, ou seja, é mais barato mas é menos gostoso pois é feito com o que sobrou dos outros. Se estiver escrito patê de foie, então, fuja correndo, pois é só uma maçaroca estranha mesmo.

2ª. a palavra MI-CUIT, que quer dizer meio cozido, ou seja, não é cru e você pode comer desse jeito mesmo. Como essa indicação nem sempre está presente, outra pista é o formato do produto. Se vier num potinho de vidro ou enrolado num paninho ou papel alumínio, já é preparado. Se vier em forma de fígado mesmo, logicamente está cru e deve ser cozido:

Foie gras cru. Não compre

Foie gras mi cuit. Compre!

Minhas marcas preferidas são Labeyrie ou Delpeyrat, esse na foto aí de cima que parece uma balinha.

Você também vai encontrar duas variedades: foie gras de canard (pato) ou foie gras d’oie (ganso). Os dois são muito bons, mas como o de ganso costuma ser mais caro sempre compro o de pato mesmo.

 

Como degustar o foie gras

O foie gras mi-cuit é consumido como tira-gosto antes da refeição, geralmente com champagne ou vinho branco doce ou licoroso tipo aperitivo. Tradicionalmente as fatias são colocadas em cima de canapés pequenos, acompanhados de alguns grãos de fleur de sel (cristais de sal marinho), e confit de figues ou confit d’oignon (geléia de figo ou cebola). Você pode achar os canapés já cortados e os confits prontos em mini-potinhos no supermercado também.

Foie gras com confit d’oignon

Detalhe: o foie gras não deve ser esparramado como manteiga, mas delicadamente colocado em cima do pãozinho. O tamanho da fatia depende da sua fome e do seu orçamento, mas coloque pelo menos meio centímetro de foie gras a não ser que o objetivo seja embuchar o pessoal de pão.

Última dica: pra quem gosta de algo mais doce, experimente colocar o foie gras em cima de fatias de pain d’épice. O pain d’épice é como um pão de mel, meio seco pra comer puro mas que combina perfeitamente com o foie gras. É assim que eu acho mais gostoso e foi isso que fiz ontem:

   

Esse aí ficou feioso porque foi difícil tirar do potinho e na pressa eu cortei de qualquer jeito. Para ficar mais apresentável, prefira o que vem na embalagem de balinha, e passe uma faca fina e sem dentes na água quente antes de cortar (é o que vou fazer no Natal).

Mas não fique decepcionado se seu foie gras não ficar como nas fotos oficiais:

Foie gras é igual Big Mac. Você nunca vai conseguir um bonito como o da foto. Isso porque na foto não mostram que mesmo um bom foie gras tem bolinhas ou manchas amarelas (não se preocupe, não está estragado, é só gordura mesmo), e que pra cortar um foie gras corretamente é preciso um utensílio específico, que parece uma guilhotina com um fio de metal. O seu provavelmente vai ficar meio esquisito, mas é gostoso do mesmo jeito.

Fazer uns canapés de foie gras pra tomar com um bom Champagne pode ser uma boa pedida pra quem vai evitar a furada do Reveillón ou Natal em Paris e ficar no quarto do hotel mesmo. Forever alone, mas com classe, sempre.

 

Link permanente para este artigo: http://www.viajarnafranca.com/2011/11/foie-gras/

18 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. marcia

    Estou curiosa para comer do jeito certo e ver se gosto,pq quando comi nem achei bom.

  2. Raquel Canard Gras

    Não deixemos os pobre animais morrerem em vão!!! Ah, quero comer isso também. Vou solicitar ao trator que reboca neve que me reboque também na hora de ir embora.

  3. Ana Veloso

    Já estou providenciando o reboque, nessa toada também vou precisar de um, e rápido!! rsrsrs

  4. Rosália (sem foie gras)

    Adorei isso! Quer dizer que depois da casa pintada, tudo muito bonito, vamos ter foie gras… Estou com inveja, pq pelo menos vcs vão ter um bom motivo pra engordar – e eu aqui, engordando SEM comer foie gras…

  5. Eudênia

    Olá. Muito boa a sua didatica sobre o foie gras. Duvidas tiradas!!
    Gostei muito do seu site, pois sou uma brasileira que adora a França e principalmente Paris, já fui 02 vezes e já estou me preparando para ir de novo, só que agora para o sul.E era dicas sobre a região que estava procurando quando encontrei o seu site. Se tiver dica, publica ai, pois entrarei aqui sempre.
    Outra coisa, é que não vi nada sobre você, sabe aquela parte do me conheça melhor que todo site tem??

    Abraço até a proxima.

    1. Ana Veloso

      Oi, Eudênia! Pode deixar que vou publicar um “conheça melhor” em breve; ainda não tinha feito porque achei que só os parentes estavam acessando!! rsrsrs :mrgreen:

      Tenho dicas sobre o sul sim, assim que for achando um tempinho vou publicando. Fique ligada! 😉 Bjs

  6. Tida Aragao

    Descobri hoje seu site e gostei muito. Apreciei as dicas de foie gras. Vou aparecer por aqui volta e meia, até porque petendemos ir para o centro e sul da frança no meio do ano. Paris já foi bem visitada umas seis vezes. Ab. TIDA

  7. Leticia

    A-do-rei!!
    Tudo que eu queria e precisava saber.
    Estou devorando o blog e amando.
    Parabéns, é uma delícia te ler!

  8. cris

    naum entendo como alguem pode comer e apreciar um prato sabendo que um animal teve uma vida tao cruel,
    e o foie gras nao é nada mais q o orgao doente do animal (esteatose hepatica).
    procurem saber mais sobre a produçao dessa iiguaria,
    nao deixe a seu prazer sejam a custa do sofrimento de pobres animais indefesos…

    1. Ana Veloso

      Isso é verdade, mas tenho certeza que se ele pudesse, o pato me comeria…

  9. Karina Aquino

    Nossa quanta riqueza nesses comentários, estou enjoada com as dicas egoistas e futeis…Vamos colocar um tubo do tamanho que colocam garganta abaixo dos pobres patos e gansos em vocês pessoas apreciadoras dessa iguaria nojenta, e ver se irão gostar da ideia…depois jogaremos para os cachorros ou outros animais (irracionais) comerem!!!Ao menos são irracionais e vcs são racionais até qual ponto?
    Fiquem bem com a falta de consciencia de vcs!!!

  10. Daniela

    Não quero criticar e nem nada, apenas peço, de forma humilde, que os apreciadores da iguaria (FOIE GRAS) reflitam no sofrimento animal…é muita maldade, cara, tá louco….eles sentem e sofrem como qq um de nós.

  11. Deborah

    “meio” cruel né? —

  12. Ana paula

    Achei um horror, é muita crueldade e além disso se faz com eles que não podem se defender, sinceramente isso é nojento! Gostar de uma coisa que requer sofrimento de animais, ainda mais com essa crueldade, só os humanos pra fazer isso mesmo, tem tantas outras comidas melhores e que não requer sofrimento nehum, estou muito espantada com a falta de senso, isso é horrível nojento, como uma pessoa consegue comer isso?????? Sinceramente tenho pena dó e muito nojo de ti, vá se tratar

  13. elzira

    Tanto as pessoas que tem as granjas, quem comercializa e quem comem, vão todos para os quintos dos infernos, como podem comer uma comida tão nojenta doente e ainda as custas do sofrimento dos animais, é muito cruel a forma com que enfiam comida nos animais, deveria ser feito isso em cada pessoa que é de acordo e come esta nojeira, tomara que todos peguem uma doença com tanta gordura.

  14. Clara

    “Eu que gosto muito dos bichinhos contribuo com a causa comendo foie gras, pois não quero que o sofrimento e a morte dos pobres gansos tenham sido em vão! ” Esse com certeza foi um dos comentários mais ESTÚPIDOS que eu já li. A maldade humana realmente não tem limites…

  15. Ana

    Muito obrigada pela matéria…agora vou comer corretamente, já que não foi barato, vale comer com gosto!!

  16. Yas

    Nossa! Nunca li tamanha falta de empatia como essa…que pessoa escrota. ”Eu que gosto muito dos bichinhos contribuo com a causa comendo foie gras, pois não quero que o sofrimento e a morte dos pobres gansos tenham sido em vão!”, sinto muito, mas comendo foie gras você só está incentivando esse mercado negro e imundo, e isso até onde eu sei nunca foi e nunca será amor aos animais, e sim a busca por um prazer tão egoísta que não consegue enxergar o sofrimento de tantas vidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>