destaque-trem

Como andar de trem na França

Morzim, dêxa di sê jacu, junta os trem que lá vem a coisa.

A França tem uma malha ferroviária ótima e um dos melhores sistemas de trem não só da Europa, mas do mundo. E não estou falando isso só porque meu chéri trabalha na SNCF, eu acho mesmo.

Viajar de TGV (ou trem bala), além de ser uma experiência ótima, é mais fácil que roubar croissant de criancinha. Tudo bem que pra quem nunca andou de trem pode ser um pouco intimidante, mas você conseguiu pegar o avião pra chegar até a França, não foi? Andar de trem é ainda mais fácil.

Mas se mesmo assim ainda está um pouco ressabiado, confira aqui as dicas em passo-a-passo. Et voilà!

Essas dicas são válidas para os TGVs franceses, mas de uma maneira geral, pra andar de trem na Europa inteira você vai fazer exatamente a mesma coisa. Só que com muito menos uh-la-lá.

 

Antes de embarcar no trem

 

Não se esqueça de carimbar seu bilhete no composteur!

A primeira etapa – e a mais importante – é carimbar seu bilhete em um “composteur“, uma dessas maquininhas amarelas que tem pra todo lado nas estações. Não esqueça de fazer isso, pois se o cobrador passar e você não tiver validado sua passagem, você vai ter que pagar multa mesmo tendo comprado tudo certinho.

Depois é preciso localizar a plataforma (voie) do seu trem. É só procurar no painel “trains au départ” pra ver. Mas tem uma sutileza:  se você está indo de Paris para o interior, é melhor procurar no painel o número do trem, e não o nome da cidade.

Por exemplo, um trem Paris-Dijon às vezes tem como ponto final Lausanne, na Suíça. Se eu procurar Dijon no painel, nunca vou achar, porque é Lausanne que vai estar escrito como destino. No sentido interior-Paris é mais fácil, já que Paris é o ponto final de todos os trens. Já percebeu que nenhum trem atravessa Paris?

A plataforma aparece no painel 20 minutos antes da saída do trem.

O painel de saída dos trens. Fique de olho no número do seu.

Embarcando

Assim que aparecer a plataforma, dirija-se até lá. Não espere o último minuto, pois às vezes os trens são muito compridos e se você estiver na ponta, vai ter que andar bem um quilômetro até poder entrar.

Este é o número do vagão, ou voiture.

Olhe na sua passagem qual o número do vagão (voiture) e do assento. Atenção, o 1 e o 2 bem grandes pintados no trem não são o número do vagão, mas a classe. Você tem que procurar numa plaquinha pequena ao lado da porta. Geralmente os vagões 1, 2 e 3 são da primeira classe, e os demais da segunda.

Se seu trem ainda não estiver na plataforma, você já pode “adivinhar” onde seu vagão vai parar. Reparou que ao longo da plataforma existem várias placas com letras enfileiradas? Esses são os “repères“. É só olhar no painel da plataforma qual “repère” corresponde ao seu vagão, depois esperar debaixo da placa da letra correspondente.

É melhor fazer isso cedo, porque nos trens os lugares para as malas são de quem chegar primeiro. Você vai ter que se virar com a própria bagagem, não tem nenhum funcionário pra despachar nem te ajudar a carregar nada. Se você estiver viajando com uma mala pequena, dá pra colocar no compartimento acima dos assentos, senão você vai ter que deixar sua mala no lugar destinado a isso, perto da porta de entrada do trem.

 

Durante a viagem

Agora é só relaxar e aproveitar a paisagem. Perceba que apesar de existir muita gente sem noção, os franceses costumam respeitar o silêncio dentro do trem, principalmente na primeira classe. Se não quiser levar um pito, converse discretamente e coloque o celular em modo silencioso. Perto dos lugares onde ficam as malas existem espaços próprios pra falar no telefone.

Ô povo desanimado. Ninguém vai começar um pagode?

Em caso de controle, diga “Bonjour, Monsieur” para o cobrador e mostre tudo o que tiver, até exame de urina se ele pedir. Tem uns que são muito chatos, outros simpáticos. Em caso de problema, eles falam o mínimo necessário de inglês. Mas depois de ler este post você não vai ter nenhum problema, n’est-ce pas?

Outra dica: se houver paradas intermediárias antes do seu destino, tome cuidado com as malas que você deixou na entrada. Tem gente que usa corrente com cadeado para prender tudo, mas uma simples olhada em quem está descendo e subindo deve ser suficiente, principalmente se você não renega a nacionalidade brasileira e está viajando com 5 malas de 40 quilos. Pelo menos dificulta o malandro sair correndo com suas preciosas muambas debaixo do braço.

Se pelo contrário seu destino não for o ponto final, fique atento pra não perder sua parada. Eles geralmente anunciam cada estação no alto-falante, mas saiba que o TGV é um meio de transporte altamente soporífero, com aquele silêncio, aquele balançar bem de levinho, aquele zunido ao longe, pela janela vem a montanha, a vaquinha, o carneirinho, mais um carneirinho, outro carneirinho… zzzzzzz… zzzzzzzzzzz… hein?

 

9 opiniões sobre “Como andar de trem na França”

  1. Escreveu pra mim, Aninha. Como já demos má nota em viagens de trem na Europa! Afinal, nós aqui não estamos acostumados com essa “coisa”… Até hoje tenho que estar na estação beeem cedo pra ter tempo de entender qual é a plataforma, qual é o trem, onde está a minha classe, o meu vagão e por aí vai. Uma vez, indo de Florença pra Milão, pegamos o vagão errado, o trem saiu, e tivemos de atravessar quase a extensão toda dele arrastando malas até achar o nosso lugar. Até hoje não entendo porque o pessoal não linchou a gente ali mesmo…

    1. Isso acontece nas melhores famílias!! Também já passei uns apertos na Alemanha, todos esperando o trem sair, de repente no alto falante falam alguma coisa que eu não entendi, todo mundo levantou e foi embora e eu lá sem fazer a mínima do que estava acontecendo, se era bomba, atraso ou mudança. Ainda bem que pelo menos lá todo mundo fala inglês e saí pedindo pra alguém me explicar, senão eu tava ferrada!

      1. Olá ana, obrigada pelas dicas todas! estamos muito animados com a viagem pra paris agora em dezembro e estamos a fim de ir ate annecy e uem sane chamonix. De trem, saidno de paris, como devo proceder? Grata

  2. Adoro o seu blog! entaoo minha primeira viagem de tgv eu nao usei o composteur pq nem sabia q existia e os gaurdinhas passaram conferindo e agora no seu post descobri q fui muito sortuda pq nao me multaram e nem falaram nada!!!! foi muita sorte! tb eu tenho cara de perdida, acho q ficaram com dó rsrsrsr ps faz um psot sobre o metro de paris pela mor de deus! beijooo
    http://www.rockandglamour.com.br

  3. Ana,
    Vou a Paris em março, pela primeira vez, ficar uma semana. Dali vou a Inglaterra, qual é o trem e onde pegar, econômico? Estarei hospedada em MontMartre.
    Bjs e obrigada,
    Carla

    1. Carla, para ir a Londres, a estação é a Gare du Nord. Fica perto de você, já que estará em Montmatre. Sei disso porque estarei por lá em Março, mas farei o caminho inverso, vou de Londres a Paris. rs.

      Olha o Google Maps e veja a distância do seu hotel: http://goo.gl/maps/M10tZ

      Beijos!

  4. BOM DIA,DUVIDA CRUEL ESTOU NA SUICA A MAIS DE TRES MESES NA CASA DA MINHA IRMA,SENDO QUE JA REMARQUEI MINHA VIAGEM DE VOLTA AO BRASIL PRO DIA 11 DE AGOSTO. QUERIA PASSAR UNS DIAS ANTES DA VIAGEM NA FRANCA NA CASA DE UM AMIGO .SERA QUE EU TERIA ALGUM PROBLEMA?VOU FAZER A VIAGEM DE TGV.

    NO AGUARDO!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>