«

»

Imprimir Post

A dura verdade sobre o reveillón em Paris

Imagine a cena: virada do ano em Paris, a torre Eiffel se ilumina, uma linda cascata de fogos de artifício clareia o céu enquanto beijamos romanticamente a pessoa amada antes de brindar o ano que começa com uma taça de champanhe.

Imaginou bem? Pois só vai imaginar mesmo. Porque reveillón em Paris assim só existe em sonho. Tentar fazer isso é, literalmente, uma fria.

Muita gente andou me perguntando sobre o ano novo em Paris. Eu como nunca fui, perguntei pro meu chéri como é, porque sei que antes de casarmos ele sempre passava o reveillon lá com os amigos.

Perguntei onde era melhor ficar durante a virada: no Champs de Mars pra ver a torre Eiffel ou no Champs-Elysées? A resposta, tipicamente francesa, foi: Por que você faria algo assim?

Gente, a realidade é que só brasileiro dá essa bola toda pra ano novo. Na França, assim como na Europa em geral, o povo se veste de preto, come ave que cisca pra trás, não pula 7 ondas pra dar sorte e muito menos joga lixo oferenda no Sena. Ou seja, está cagando pra virada do ano.

Talvez seja a influência do frio. Acho que esse clima festivo do fim do ano no Brasil é influenciado pelo calor e me lembra mais é o verão na Europa.  O ano novo brasileiro se assemelha mais com as comemorações do 14 de julho francês, que tem baile popular nas cidades pequenas, show com artistas famosos de graça pro povão nas cidades grandes, queima de fogos adoidado e todo mundo curtindo a noite na rua.

O que as pessoas normais fazem (e o que temos feito desde que mudei pra cá) é convidar os amigos pra um jantar e brindar a meia noite em casa mesmo. Depois os mais animados dançam, jogam algum jogo, mas todos passam uma nuit blanche até altas horas da manhã, conversando, bebendo, e distribuindo bonne année pra todo lado.

Tá, mas isso não resolve seu problema, porque nem que você seja daqueles mais enturmados vai conseguir arrumar um amigo francês durante uma viagem de 5 dias pra te convidar pro ano novo na casa dele.

O que fazer então? Vá a bom restaurante – bem cedo mesmo, pra evitar a roubalheira das ceias de ano novo -, compre uma boa garrafa de champagne e umas taças em algum Monoprix, volte para o hotel e brinde o ano novo com seus companheiros de viagem. Durma bem e aproveite que estará descansado no dia seguinte para passear bastante. Mas atenção, muita coisa está fechada no dia 1º.

O programa parece ruim? Garanto que pagar uma fortuna numa ceia meia-boca ou ficar em pé morrendo de frio no meio de uma muvuca de desavisados que nem você, esperando uma queima de fogos que nunca vai vir, pra depois da meia noite voltar congelado e decepcionado pro hotel tentando evitar os arruaceiros não é nada melhor.

Se ano que vem seu objetivo é curtir o reveillón, fique no Brasil mesmo.

 

Link permanente para este artigo: http://www.viajarnafranca.com/2011/10/a-dura-verdade-sobre-o-reveillon-em-paris/

13 comentários

1 menção

Pular para o formulário de comentário

  1. marcia

    Eu ¨num¨vou não.

  2. Rosália

    Gostei, Aninha, é isso mesmo.

  3. Fernando

    Já passei por isso… Realmente, não tem nada. Dormimos durante a tarde pra aproveitar bastante a “festa”, compramos uma garrafa de champagne e fomos pra perto da Torre esperar os fogos… E esperamos bastante… Então, lá pra 00:15h, foi todo mundo pra casa e nos voltamos para o hotel. Muito arrependidos por não haver pesquisado nada sobre o evento. Faltou ler uma dica dessas pra nos salvar. Acho que no ano anterior a este reveillon (2006) foi o último que teve fogos por lá .
    Abs.

    1. Ana Veloso

      Puxa Fernando não sabia que vc tinha caído nessa esparrela. Na próxima vamos tomar uns bons drink aqui em casa, vai ser muito melhor!! 🙂

  4. Eliane

    Oi Ana!
    E quanto ao Natal… Estarei em Paris de 22 a 29 deste ano…
    Alguma sugestão sobre o que abre nesses dias, ou algo a fazer dia 25?
    Ah, Parabéns pelo bolg…
    Esta ajudando bastante!!!

    1. Ana Veloso

      Oi, Eliane! Em Paris tudo costuma abrir normalmente nesse período, exceto no dia 25. Estou justamente fazendo um levantamento sobre o Natal, parece que tem novidade no Champs-Elysées este ano, em breve vou postar sobre isso.

  5. Julie

    Olá Ana! Este ano vou estar em Paris no reveillon e já me bateu um certo desespero, por todos os lugares eu leio que realmente não vale a pena ir passar a hora da virada nesses lugares que você citou, mas ao mesmo tempo não queria ficar dentro do quarto do hotel… Sabe aquela tradiçãozinha que a gente cisma em manter acesa no peito? Já ando sem saber mesmo o que fazer, mas pelo visto o jeito vai ser improvisar uma ceia com champagne no quarto mesmo! De qualquer forma, obrigada pela dica 😉 beijos

  6. Selma

    Oi Ana adorei o seu site, fiquei horas lendo e ainda não vi tudo. Estou pensando em ir a França o ano que vem, me diga uma época do ano em que não está muito frio e que não é tão caro.

    Obrigada!

    1. Ana Veloso

      Oi, Selma! Minha época preferida pra viajar aqui é abril/maio ou setembro/outubro, agora se é mais barato depende do lugar que vc quer ir! As regiões de montanha ficam mais caras no inverno e as de praia no verão, já Paris é cara o ano todo! O jeito mesmo é ficar de olho nas promoções e programar tudo com bastante antecedência pra conseguir preços bons. Bjs!

  7. pedro simões

    olá, ana!
    fazendo coro com o pessoal: parabéns pelo blog! fantástico!
    você diz que animado mesmo na frança é o 14 de julho. bem, chegarei em paris ao meio dia do dia 14! ficarei hospedado no 5eme. o que você recomenda que eu faça? largue tudo no hotel, entre no clima e vá pra rua cantar a marseillaise? rsrs ou ainda dá pra passear normalmente nesse dia?
    obrigado!

  8. LUCIANO VINICIUS

    Olà Ana ,eu e minha mulher temos a intenção de viajar para a França no pròximo ano ,maio ou setembro.Fizemos uma viagem ,ano passado para a Itàlia ,de 18 dias,toda de trem,e me pareceu mais fàcil do que reconhecer onde devo passar pela França.Devo admitir minha ignorância ,mas sei pouco de poucas regiões da França .Agradeceria uma sugestão de que regiões poderia fazer nesse perìodo de +/- 18 dias.Somos um casal de 50/59 anos ,mas extremamente dispostos a viajar.Vale a pena fazer de trem?,alugar um apartamento em Paris?,algum trecho de carro?Um grande abraço…Merci et a bientot!!!

  9. Daniella

    Ana boa noite , eu queria saber se os metros e trens funcionam normalmente dia 01. Embarco de volta papra casa dia 01 logo cedo! Quais são suas dicas? Obrigadaaa

  10. Ana Paula

    Adorei seu post! Ri sozinha… Enfim, estava procurando um restaurante que tivesse alguma animação, aqui mesmo em Amiens, mas já mudei de ideia. Vou fazer uma boa compra e brindar com as pessoas que mais amo, aqui em casa mesmo!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>