As moufles deixam as mãos bem quentinhas. Parece até coisa de esquimó!

Que roupas de frio vestir para viajar no inverno europeu?

Vai viajar para França no inverno pela primeira vez e está com medo do frio? Faz assim: vai lá na cozinha, abre o freezer e enfia a cabeça dentro. Gostou? É isso aí. O inverno na França costuma ter temperaturas bem abaixo de zero, sendo que o pior do frio acontece entre Dezembro e Fevereiro.

Mas não se espante, pois como diriam os noruegueses, não existe tempo frio, existe roupa inadequada. Vou dar aqui todas as dicas pra você enfrentar o frio como o mais durão dos vikings!

Primeira lição: não se impressione com o termômetro. MAS COMO? -2 GRAUS!! Acredite em mim, o que dá a sensação de frio não é tanto a temperatura baixa, é o vento e a umidade. Portanto, você vai sentir muito mais frio se estiver fazendo 5º com vento e chuva do que -2º com um tempo bonito e seco . O importante então é manter-se seco e ao abrigo do vento.

O segredo para conseguir isso é se vestir em 3 camadas e aquecer as extremidades.

 

PRIMEIRO PASSO: A TÉCNICA DAS 3 CAMADAS

Em Dezembro do ano passado, até o Rafael com 2 meses e meio enfrentou o frio sem reclamar!

- A primeira camada serve para evacuar a transpiração e não te deixar suado por baixo da roupa, o que vai te fazer sentir frio. O melhor é uma camiseta de manga comprida bem justa ao corpo, de um tecido agradável como um algodão mais quentinho (evite tecidos sintéticos). Meninas, nada de blusinha curta, principalmente se a calça for baixa, ok? Look barriguinha de fora é legal em Porto Seguro, no frio da França só serve pra te dar indigestão. Você vai precisar de várias dessas peças durante a viagem, já que provavelmente vai trocar todo dia. As outras camadas podem ser usadas vários dias seguidos (se tudo correr bem e seu desodorante não estiver vencido!). Quem for realmente muito friorenta como eu, pode também usar uma meia-calça grossa por baixo da calça jeans.

- A segunda camada é a que vai te esquentar. O ideal é uma blusa de lã – pode ser misturado com um pouco de tecido sintético, mas tem que ser lã de carneiro de verdade. Se você tiver algo de cashmere, ótimo, porque a lã às vezes pinica. Uns dois ou três casacos devem dar conta do recado.

- A terceira camada vai bloquear o vento para impedir o calor de sair e o frio de entrar. Ou seja, o ideal é um casaco comprido (tipo trenchcoat, 3/4 ou 7/8) de um tecido que não deixe o vento passar. Pode ser casaco de couro forrado com algo que esquente, ou um casaco de lã forrado com um tecido sintético por dentro (como o que eu estou usando na foto). Você só vai precisar de um desses, e não fique preocupada em aparecer com a mesma roupa em todas as fotos. Até quem mora aqui tem só um ou dois casacos bons mesmo. Tente variar o look mudando os acessórios, basta um chapéu novo e uma écharpe diferente, e voilà!

Na parte de baixo, uma calça jeans, de veludo ou de um tecido mais quente deve dar conta do recado (mas nada de moleton, além de não esquentar direito, ninguém merece, né?). Saia com meia grossa e bota de cano longo também fica legal, mas saiba que é algo pra ser usado ocasionalmente, quando não vai se passar muito tempo fora. Se o objetivo é ficar passeando na rua o dia todo, é melhor se proteger mesmo pra não ficar correndo de loja em loja pra fugir do frio.

Dê preferência também a um sobretudo fácil de colocar e tirar. Evite muitos botões, cintos, pressões, e tudo o que for complicado. A terceira camada, assim como gorro, luvas e écharpe devem ser retirados sempre que você entrar em um lugar aquecido por duas razões: a primeira é que você vai sentir calor e começar a suar debaixo das roupas, o que acaba causando o famoso problema do desodorante vencido (por isso tem gente fedida no metrô até no inverno); a segunda é que ao sair da loja ou do metrô, se a temperatura do seu corpo tiver subido com o calor, o choque térmico vai fazer você sentir ainda mais frio do que quando entrou. Realmente é uma chateação ficar tirando e colocando roupa, por isso escolha um modelo simples.

 

SEGUNDO PASSO: ESQUENTE A CABEÇA

Como disse acima, é preciso ter cuidado com as extremidades. A maior parte do calor do nosso corpo se evapora pela cabeça, mãos e pés. Então um gorro ou chapéu, luvas e boas meias são indispensáveis!

Para as mulheres há muitas opções de chapéus e boinas super legais e baratos. Aproveite para experimentar um estilo diferente, pois não é no Brasil que você vai poder passear de boina no meio da rua em pleno dia sem parecer ridícula. Quem tem cabelo comprido, melhor ainda, porque pode aproveitar para proteger também as orelhas e o pescoço.

As moufles deixam as mãos bem quentinhas. Parece até coisa de esquimó!

Quanto às mãos, existem duas opções: les gants ou les moufles. A diferença é que gants é uma luva normal, com os 5 dedinhos, e moufle é aquela luva que só separa o dedão dos outros dedos. A escolha vai depender de você: usando moufles a mão fica mais quentinha, mas você vai ter que tirá-las sempre que for enfiar a mão na bolsa ou bater uma foto.

Não esqueça também de proteger o pescoço com um cache-col ou uma écharpe legal. No Brasil a gente chama tudo de cacheol, mas a diferença entre os dois é que o cache-col (esconde-colo) é maior, tipo uma mantinha, já a écharpe é mais comprida e fina, e é o modelo mais usado. Aproveite e vá logo treinando uns jeitos estilosos de usar seus novos acessórios com este vídeo: 25 maneiras de usar uma écharpe

Para os rapazes – e antes que algum engraçadinho pergunte como proteger as outras extremidades – as recomendações são as mesmas.

Para proteger os pés, um simples par de tênis com dois pares de meia (ainda no princípio das 3 camadas – uma meia fina e uma de lã) dá conta do recado se não estiver nevando nem chovendo. As botas de cano longo são lindas, mas nem sempre confortáveis o suficiente para passear em Paris (com certeza você vai andar mais do que cachorro sem dono), e além disso elas não deixam a transpiração sair e os pés logo ficam úmidos e frios. Se o tempo estiver chuvoso, a melhor solução é comprar um tênis tipo trekking impermeável numa loja de artigos esportivos, de preferência com sola anti-derrapante para evitar escorregar nas placas de gelo que se formam no chão (mesmo assim tome cuidado porque o verglas, como é chamado, escorrega mais que sabão).

 

COMO SE EQUIPAR

A principal dica é: não compre NADA no Brasil. Peça alguma roupa emprestada pra cunhada, pro tio ou pro primo, ou viaje com o que puder pra quebrar o galho até chegar numa loja. As coisas no Brasil são muito mais caras e não são adaptadas pro frio daqui (não confie nem em loja tipo “casa do Rio Grande do Sul” – as coisas de lá são boas pro friozinho de Gramado, mas aqui o bicho pega mesmo).

Em qualquer loja na França você pode encontrar acessórios e roupas baratas. É possível encontrar uma boina legal na H&M por 5 euros e um par de luvas de camurça forradas na Promod por uns 15. Um bom casaco pode custar a partir de 80. Olhe na internet onde encontrar essas lojas na cidade em que você for viajar (em Paris tem todas!) e entre sem medo:

Acessórios e roupas femininas: Naf Naf, Promod, Etam, Camaïeu, Pimkie

Acessórios e roupas masculinas: Jules, Celio

Acessórios e roupas unissex: H&M, Zara, Esprit, Galeries Lafayette (esta última tem várias marcas um pouco mais caras)

Artigos esportivos: Decathlon, Go Sport, Intersport

 

OUTRAS DICAS

E a neve? Olha, se você for para Paris, é pouco provável que veja neve. Não é só a temperatura que determina se vai nevar ou não, muitos outros fatores entram em jogo: a altitude, a pressão atmosférica, umidade do ar… Paris está numa região da França pouco propícia para isso. Às vezes até cai um pouquinho de neve, mas ela não ‘pega’, os flocos derretem logo que caem no chão e somem. Não digo com certeza que não vai ter, porque tudo é possível, mas se você estiver indo na França pra ver neve, é melhor ir nos Alpes ou no Jura para não ficar decepcionado.

Também não se esqueça que no inverno os dias são mais curtos. O sol aparece lá pelas 8 da manhã e se põe pelas 5 da tarde. Portanto, organize seu dia em função disso. Muitas cidades no mês de Dezembro fazem uma iluminação de Natal linda (a iluminação dos Champs-Elysées em Paris é de tirar o fôlego!) e às vezes até organizam mercadinhos super bonitos com tema natalino. Informe-se antes de ir e bon voyage!

 

16 opiniões sobre “Que roupas de frio vestir para viajar no inverno europeu?”

  1. Olá!
    Adorei o site e os posts!
    Fiquei um pouco preocupada, estou indo pra Paris no mes que vem, ainda é outono, né?
    Preciso seguir o mesmo “principio” das roupas de invernos? Está muito frio assim?
    Obrigada!

  2. Oi Simone,

    Em novembro ainda é outono mas já começa a fazer bastante frio, as temperaturas ficam entre 5 e 10º. Aí pras roupas depende se você é muito friorenta, eu já acostumei um pouco e com essa temperatura não preciso de gorro, bota pesada, etc. Mas um bom casaco é indispensável! Deixe pra ver como você vai se sentir quando chegar aqui e corra numa loja pra comprar algo se estiver sentindo frio. É melhor do que gastar com roupa desnecessária…

    Já a Silvia que vem em janeiro vai precisar se preparar bem mesmo, é a época mais fria!

  3. Oi, Ana, deixei um comentário lá no site do Riq Freire porque acho que este é o melhor post que já li até agora sobre o assunto, e olha que eu rodei essa internet de meu deus atrás de dicas.

    Obrigadíssima! Tá de parabéns!

  4. O post está impecável, só faria apenas uma correção. Como a gente entende de frio, com de 15 anos de especialidade em roupas de frio para quem vai para a Europa, o conselho é que a primeira camada de roupa não seja de algodão, porque ele não irá acrescentar muito no quesito aquecimento, será apenas uma peça de roupa a mais, mas uma de tecido sintético, sim! Muitos tecidos inteligentes são fabricados especialmente para manter a temperatura do corpo estável e ao mesmo tempo deixar a transpiração evaporar. Essa malha – http://migre.me/88Ame – por exemplo, é feita em tecido sintético bifuncional e aquece como poucas do mercado. De qualquer forma, tirando essa parte da primeira camada, seu post está très bon, vou adicionar seu blog aos favoritos. Abraço!

  5. Ana,

    Estarei em Paris pela primeira vez no período compreendido entre 09 e 18 de março de 2013, e estou com um pouco de receio com relação ao frio.
    Você acha que chegarei a pegar neve? Acredito que não, o que acha?
    Com relação as roupas de frio que devo levar, o que me aconselha?
    Adorei o blog, está me ajudando muito! Obrigada.

  6. Quando estive em Paris pela primeira vez, fui em janeiro, no inverno, e detestei a viajem, sentia frio o tempo todo, só valeu a pena os passeios internos nos museus, mas quando saía para fora aquele vento frio congelava meu rosto, não conseguia andar direito com tanta roupa e só pensava em voltar para o hotel.
    Mas quando fui em agosto em pleno verão europeu, foi maravilhoso. Lógico, tudo lotado e mais caro, mas só o fato de poder andar de camiseta bermuda e chinelo, aproveitei e caminhei por toda Paris e como já tinha ido nos museus no inverno, fiquei o tempo todo “out”, passeando pelo sena diversas vezes. Foi incrível.

  7. Vou a França em janeiro com meu marido, meus pais (próximos de 60 anos) e meu bebê (5 meses). Você poderia sugerir cidades ou regiões da França interessantes nesse período do ano e viáveis com um bebezinho?
    PS: Adoramos viajar de trem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>